• renovacon

Estrutura

A estrutura física de uma clínica de saúde depende das especialidades atendidas, expectativas de mercado quanto ao tamanho da população, estudos epidemiológicos que caracterizam as atividades a serem desenvolvidas pela clínica, demanda esperada, entre outros.


Para o seu negócio, não é necessário ter todos os equipamentos e estrutura completa. Sua clínica pode começar a funcionar depois de preencher os requisitos básicos e, aos poucos, o empreendedor pode continuar investindo. O espaço físico deverá estar adaptado à realização dos serviços que serão oferecidos e, para isso, o tamanho e mobiliário serão organizados de modo a atender ao que a clínica se propõe. Neste sentido, é muito importante definir bem o plano de negócio e a abrangência dos serviços que serão prestados. Outro ponto muito importante a ser considerado é a acessibilidade e adequação dos espaços para garantir o conforto e segurança dos seus frequentadores, atentando para a legislação obrigatória sobre acessibilidade mencionada no tópico Exigências Legais e Específicas.

Em termos gerais deve-se proporcionar:

☑ recepção para os clientes; ☑ espera com área multiuso; ☑ sanitário feminino / masculino para público (um deles com dimensão para pessoas com deficiência); ☑ sala de acolhimento; ☑ sala de estudos técnicos; ☑ posto de coleta de exames laboratoriais - a depender da especialidade; ☑ área de repouso; ☑ farmácia; ☑ sala para administração; ☑ sanitário feminino/ masculino para funcionários; ☑ Copa de apoio; ☑ Depósito para material de limpeza; ☑ Expurgo; ☑ Esterilização; ☑ Lavanderia terceirizada; ☑ Depósito de resíduos sólidos e infectantes.

A estrutura precisa atender às legislações sanitárias obrigatórias, nos níveis estaduais e municipais, disponíveis nos órgãos responsáveis. É imprescindível a observância dos seguintes aspectos para garantir adequação a essas normas e projetar instalações de boa qualidade para o público:

☑ Expansibilidade (projetar com possibilidades para expansões futuras); ☑ Flexibilidade (projetar de forma a permitir alterações em sua estrutura interna); ☑ Conforto térmico (atentar para ventilação e insolação natural, utilizar materiais que proporcionem conforto térmico ao ambiente, atenção especial ao tipo de cobertura, etc.); ☑ Conforto acústico (em áreas que necessitam de um melhor conforto acústico utilizar materiais de revestimento próprio para este fim); ☑ Materiais e mão de obra (empregar na construção, materiais atentando para a cultura local); ☑ Humanização (atentar para fluxos definidos, áreas arejadas, esperas adequadas ao volume de usuários previstos, circulações fartas, etc.); ☑ Fluxos determinados por atividades afins (setorizar áreas de uso comum para diminuir trânsito desnecessário dentro da unidade principalmente público externo); ☑ Manutenção (utilizar materiais de revestimento de fácil manutenção - custo x benefício).

Dúvidas? Entre em contato conosco, será um prazer te atender!📲 (67) 9 9239-6229


😎 Renovacon Ajuda Você!



Fonte: Sebrae.

Foto: Freepik.




0 visualização0 comentário